Category Archives: Reflexão

032 Secador de Cabelo

Uma Senhora muito distinta estava em um avião vindo da Suíça. Vendo que estava sentada ao lado de um padre simpático, perguntou:

Desculpe-me, padre, posso lhe pedir um favor?

 Claro, minha filha, o que posso fazer por você? Continuar a ler

Anúncios

030 Quanto vale um AMIGO

O que é um verdadeiro amigo

Disse um soldado ao seu comandante: -“O meu amigo não voltou do campo de batalha. Meu comandante, solicito autorização para ir buscá-lo.”

Respondeu o oficial: -“Autorização negada!” “Não quero que você arrisque a vida por um homem que, provavelmente, está morto!”

O soldado ignorando a proibição saiu e uma hora mais tarde voltou mortalmente ferido, transportando o cadáver do seu amigo. Continuar a ler

029 O Pote rachado

Um carregador de água na Índia levava dois potes grandes, ambos pendurados em cada ponta de uma vara a qual ele carregava atravessada em seu pescoço.

Um dos potes tinha uma rachadura, enquanto o outro era perfeito e sempre chegava cheio de água no fim da longa jornada entre o poço e a casa do chefe. O pote rachado chegava apenas pela metade. Continuar a ler

028 A caixinha dourada

Há algum tempo atrás, um homem castigou a sua filha de 3 anos por desperdiçar um rolo de papel de presente dourado. O dinheiro era pouco naqueles dias, razão pela qual o homem ficou furioso ao ver a menina a embrulhar uma caixinha com aquele papel dourado e a colocá-la debaixo da árvore de Natal.

Apesar de tudo, na manhã seguinte, a menina levou o presente ao seu pai e disse: “Isto é para ti, Papá!” Continuar a ler

024 O Amor…

Enquanto estava sentado na aula de inglês, eu admirava a garota ao meu lado. Ela era a minha “melhor amiga”. Eu admirava o seu lindo cabelo longo e desejava que ela fosse minha. Mas ela não me via com esses olhos, e eu sabia disso.

Depois da aula, ela veio em minha direcção e pediu-me as minhas anotações, pois tinha perdido a aula passada; eu entreguei-lhas. Continuar a ler

019 Os dois Castores

Dois castores que pouco se falavam, mas moravam em rios que corriam paralelos.

Um dia, em meio à construção de um enorme dique para conter o rio que teimava em se encher com a água da chuva, o castor do rio da direita notou, exausto, que os galhos estavam terminando. Sem graça, gritou, então, ao castor do rio da esquerda, se ele poderia doar um ou dois galhos. Continuar a ler

016 Reflexão II

Um dia, um rapaz pobre que vendia mercadorias de porta em porta para pagar seus estudos, viu que só lhe restava uma moeda. A fome maltratava-o.

Decidiu que pediria comida na próxima casa que batesse. Porém, quando uma linda jovem lhe abriu a porta, ficou com vergonha. Em vez de comida, ele só teve coragem de pedir um copo de água. Continuar a ler